Início Politica PEV defende que justiça ambiental e social são vitais para o país

PEV defende que justiça ambiental e social são vitais para o país

Na visão ecologista julgo que posso afirmar que temos dois objetivos que se refletem nas inúmeras iniciativas e propostas que temos apresentado. Aquilo que nos move é procurar alcançar a justiça ambiental e social”, disse Heloísa Apolónia.

Aliás, A líder de Os Verdes, que falava hoje durante a conferência organizada pela Jornal de Notícias sobre o tema ‘Portugal ao espelho: As prioridades e visões dos líderes partidários para o futuro do país’, afirmou viver-se “num sistema que cavalga muito” sobre os recursos naturais e patrimoniais e que “cuida pouco”.

“Esta justiça ambiental pede políticas eficazes, preventivas de poluição; de modo a promover a saúde e a qualidade de vida das populações”; frisou, adiantando que, para Os Verdes; a justiça social “não é uma questão menor”; e que as medidas apresentadas pelo partido se direcionam para a garantia de rendimentos “dignos”; para o combate “efetivo” à pobreza e para a acessibilidade de todos aos serviços públicos.

Assim, Além das duas visões do partido centradas na justiça; a deputada do PEV enumerou quatro prioridades e “desafios estruturais” que ainda não foram ultrapassados e que; na sua perspetiva, “pedem respostas eficazes”, tais como as alterações climáticas; as assimetrias entre as regiões, o défice demográfico e o combate à pobreza.

Certamente,”Todas implicam uma intervenção estrutural e transversal e, se quiserem, interministerial”; sublinhou Heloísa Apolónia, acrescentando que o partido vai continuar a acompanhar algumas questões introduzidas na agenda política e parlamentar como a presença de amianto em edifícios públicos; o desperdício alimentar e os organismos geneticamente modificados.

Contudo, “Há matérias que foram sempre rejeitadas e nas quais nós continuaremos a trabalhar, designadamente nos organismos geneticamente modificados […] é fundamental que os consumidores tenham acesso à informação na rotulagem dos produtos se aquele produto tem ou não produtos geneticamente modificados”, salientou a líder dos Verdes.