Início LifeStyle Mãe e filha reencontram-se após separação de 62 anos

Mãe e filha reencontram-se após separação de 62 anos

Filha foi dada para a adoção quando Margaret, na altura com 19 anos, não tinha condições para sustentar a bebé. 

Margaret Sweeney, de 83 anos, reencontrou a filha Imelda 62 anos após a ter dado para adoção. A mulher inscreveu-se num programa da ITV, ‘Long Lost Family’. Para voltar a ver a bebé, agora adulta, que colocou para adoção quando tinha 19 anos por lhe faltarem condições para a sustentar.

Apesar de ter colocado a criança para adoção, este nunca foi o objetivo desta mulher. Depois de dar à luz em julho de 1956, o desespero de ficar com o bebé era tanto que, Margaret ficou com a menina durante seis semanas.

No entanto, sentia-se incapaz de confiar no pai da filha e, não tendo meios para a sustentar. Procurou uma convento que ajudava jovens com processos de adoção.

“Eu não tinha para onde ir. Os meus pais não sabiam e eu senti que não tinha opção”, lamentou ao jornal britânico The Mirror.

Margaret contactou os produtores do programa Long Lost Familiy há 18 meses. Uma vez que era a sua última esperança de saber como estava a criança que deixou naquele convento há mais de 60 anos. 

Mais tarde, a mãe foi informada de que Imelda, agora Cathy Crabb, tinha sido encontrada em Brisbane, Austrália. 

Em maio, Margaret conseguiu reaver o sorriso que tanto guardava ao reencontrar-se com a filha. Através da série de televisão britânica que tem como propósito reunir familiares após anos de separação.  

Aos 83 anos, Margaret Sweeney assegurou que pode descansar porque sabe que a filha está sã e salva.