Início Internet Fotografia de padre em cuecas causadora de escândalo

Fotografia de padre em cuecas causadora de escândalo

Bispo afasta pároco para travar “o escândalo entre os fiéis”.

A fotografia que o pároco de Pedrógão Grande publicou nas redes sociais, em que aparecia em cuecas e meias numa cama de hotel.

Contudo, foi considerada “indecorosa e naturalmente causadora de escândalo” pelo bispo da diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes. Que reagiu de imediato, afastando Júlio Santos, de 58 anos, “do serviço sacerdotal e das responsabilidades paroquiais”. 

“Não há condições para o padre Júlio continuar a exercer, por agora, o ministério.

Asssim, as responsabilidades de pároco sem aumentar e multiplicar o escândalo entre os fiéis”. Refere uma nota da diocese de Coimbra, que foi lida aos fiéis na missa do domingo passado. Já sem a presença do sacerdote.

O afastamento é por tempo indeterminado e “até que tudo seja esclarecido, conforme exige a lei da Igreja”.

O sacerdote ainda irá receber na integra o salário deste mês, na ordem dos 900 euros. Acrescido do subsídio de férias, apurou o CM junto da comissão da fábrica da igreja. Júlio Santos garante não estar “minimamente abalado” com o afastamento da paróquia:

“O padre, como primeiro cristão, deve procurar no testemunho aceitar a vontade de Deus.”
“Assim, a publicação foi um descuido”, disse Júlio Santos ao CM. Defendendo que “a foto não está assim tão ofensiva”, por não estar nu. Na foto, surge de cuecas e meias, deitado, numa cama de casal desfeita de um quarto de hotel.